Widget Image
Secretarias
26/06/2017
HomeGovernoVerba não é liberada e atrasa trabalhos do Conirpi

Verba não é liberada e atrasa trabalhos do Conirpi

Nesta semana, durante a 5ª Assembleia Geral Ordinária do Consórcio Intermunicipal do Ribeirão Piraí (Conirpi), em Indaiatuba, da qual o prefeito Guilherme Gazzola participou, foi destacado que a não liberação de R$ 40 milhões provenientes de verba parlamentar é fator de impedimento para o início dos trabalhos para a construção da barragem do Piraí.

No último mês de abril, os prefeitos Geraldo Garcia (Salto) e Nilson Gaspar (Indaiatuba), estiveram no Ministério do Planejamento, em Brasília, junto a outros representantes das cidades consorciadas, para solicitarem a liberação do referido recurso oriundo de emenda federal.

Também participaram da Assembleia os prefeitos de Salto e Indaiatuba e o superintendente da Companhia Ituana de Saneamento (CIS), Vincent Menu. Na oportunidade, foram discutidos ainda outros assuntos como informações sobre desapropriações, contratação dos serviços do sistema informatizado da contabilidade, informações sobre a contratação dos estudos para o Condephaat e Iphan.

O Consórcio Intermunicipal do Ribeirão Piraí, do qual participam os municípios de Itu, Cabreúva, Indaiatuba e Salto, foi instalado solenemente em 2003. O órgão tem por finalidade planejar, adotar e executar planos, programas e projetos destinados a acelerar o desenvolvimento sócio-econômico e ambiental da região. O Consórcio objetiva ainda promover programas ou medidas destinadas à recuperação do meio ambiente das quatro cidades consorciadas, com atenção especial ao Ribeirão Piraí.