Widget Image
Secretarias
23/08/2017
HomeGestões AnterioresPrefeitura entrega Mombaça e anuncia nova adutora para o Pirapitingui

Prefeitura entrega Mombaça e anuncia nova adutora para o Pirapitingui

Tuíze afirma que esse foi o maior investimento dos últimos 40 anos para reforçar o abastecimento em Itu e anuncia estudos de obra para beneficiar a região do Cidade Nova

A Adutora Mombaça foi oficialmente inaugurada nesta quinta-feira (16/06), figurando como o maior investimento dos últimos 40 anos para o abastecimento da principal estação de tratamento de água da cidade. De acordo com o prefeito de Itu, Antonio Tuíze, a obra é considerada estruturante, pois traz equilíbrio à rede de abastecimento. O sistema pode ser utilizado tanto em períodos de estiagem, como também durante as operações de manutenção, preservando os níveis dos principais reservatórios da cidade.

Exigida pela Prefeitura e construída pela concessionária Águas de Itu (sob intervenção), a nova adutora possui 22,5 quilômetros de tubulação, garantindo a chegada de 280 litros por segundo até a ETA-1 no Rancho Grande. Os 24,2 milhões de litros de água a mais por dia, vindos dos ribeirões Mombaça e Pau D’Alho, são suficientes para abastecer cerca de 110 mil habitantes. Isso equivale a um reforço de 60% da atual capacidade da ETA-1.

Durante o evento de entrega da Mombaça, Tuíze também anunciou estudos para mais uma obra no que chamou de “busca incessante de recursos hídricos”. O prefeito confirmou que o Pirapitingui será beneficiado com uma adutora para reforçar o abastecimento no Cidade Nova e nos outros sete bairros da região, atendendo diretamente uma população de mais de 70 mil pessoas.

Segundo Tuíze, estão sendo consideradas duas opções para captação: o córrego Pirajibu e a represa da Fazenda Cajuru, situada às margens da rodovia Castello Branco. Assim como no caso da Mombaça, Tuíze é o idealizador desta nova adutora e está acompanhando os estudos técnicos para a sua implantação. “Será mais uma obra estruturante, desta vez voltada para a área não atendida pela ETA-1, visando assegurar o fornecimento de água para as próximas décadas”, disse.

Estrutura da Mombaça

Fora a rede de grande porte, localizada às margens da estrada rural do Pau D’Alho, o sistema da Adutora Mombaça é composto por duas estações de bombeamento. Um conjunto de 13 moto-bombas é responsável pelo recalque da água captada até a ETA-1, somando uma potência de 1.600 CV.

Foram instalados 3.750 tubos de 500 mm de diâmetro (de ferro fundido e de PVC), em um trajeto com 383 curvas, 383 blocos de ancoragem em concreto e armações de ferro, além de 60 dispositivos de proteção (ventosas e pontos de descarga) e uma chaminé (sistema metálico de proteção à rede) para evitar danos na tubulação.

Além disso, 600 toneladas de pedras foram utilizadas para construir as barragens que possibilitam a captação de água nos dois ribeirões, Mombaça e Pau D’Alho.

A obra recebeu o nome de “José Carlos Rodrigues” em homenagem ao profissional que se dedicou 35 anos ao serviço de água e esgoto da cidade, tendo falecido em fevereiro deste ano.

(16/06/16)