Widget Image
Secretarias
21/08/2017
HomeGestões AnterioresMinistério das Cidades analisa liberação de recursos para Barragem do Piraí

Ministério das Cidades analisa liberação de recursos para Barragem do Piraí

Prefeito Tuíze e demais prefeitos dos municípios integrantes do consórcio participam de reunião em Brasília com ministro Gilberto Kassab e deputado federal Herculano Passos

O deputado federal Herculano Passos (PSD-SP) intermediou nesta quinta-feira (05/03), reunião entre o ministro das cidades, Gilberto Kassab (PSD) e os prefeitos dos municípios paulistas de Itu, Antonio Tuíze; Salto, Juvenil Cirelli; Cabreúva, Henrique Martin e Indaiatuba, Reinaldo Nogueira, que compõem o Consórcio Intermunicipal do Ribeirão do Piraí (CONIRP). Na pauta, os recursos restantes para a construção da Barragem do Piraí, que irá abastecer as quatro cidades, beneficiando cerca de 600 mil pessoas.

O empreendimento já está com o projeto executivo concluído, o licenciamento ambiental finalizando e a execução de desapropriações de áreas de interesse está em andamento. A barragem deverá ter 386 metros de comprimento e 15 metros de altura. O espelho d´água terá 1,3 km² e área total a ser desapropriada será de 2,5 km², estendendo-se entre Salto e Itu. O volume de reservação da represa será de nove bilhões de litros de água e a vazão será regularizada em 1,33 m³ por segundo. A obra está estimada em R$ 104 milhões. Deste total, o Consórcio já tem 44 milhões, provenientes do PAC. Os prefeitos solicitaram ao ministro os R$ 60 milhões restantes.

Conforme o deputado federal Herculano Passos, existe urgência para a construção desta obra. “A região onde se localizam os municípios do Consórcio é uma das que mais está sofrendo com a falta de água, então, além da construção da Barragem, cogitamos a transposição do Rio Jundiuvira. Isto ajudaria, inclusive a encher mais rapidamente o reservatório da barragem quando ela estiver pronta”, acredita o deputado.

Os técnicos do ministério vão analisar o melhor modelo para a liberação dos recursos, que poderão ser feitos por meio de repasse direto do Orçamento da União, financiamento ou com uma Parceria Público Privada (PPP), conforme explicou o ministro Gilberto Kassab. “O governo está sensível à situação da estiagem em São Paulo e vamos encontrar a melhor e mais rápida maneira de liberar estes recursos para a construção da Barragem do Piraí”, garantiu.

Também acompanharam a reunião o superintendente da Agência Reguladora de Serviços Delegados de Itu, Maurício Dantas; o assessor do ministério, Gabriel Galípolo; o secretário-executivo, Elton Santa Fé; e o secretário nacional de saneamento ambiental, Paulo Ferreira.

Foto: Divulgação