Widget Image
Secretarias
20/08/2017
HomeGestões AnterioresItu suspende o racionamento de água

Itu suspende o racionamento de água

Águas de Itu vai manter frota de caminhões-pipa para atender demandas pontuais previstas para os primeiros dias pós-racionamento. Apelo é para que a população evite desperdícios e faça o uso racional da água. Situação de mananciais terá monitoramento permanente.

A concessionária Águas de Itu anunciou nesta sexta-feira (05/12) a suspensão do sistema de racionamento de água no município. A partir desta data o abastecimento de água será feito todos os dias em todas as regiões da cidade. A empresa esclarece que, nestes primeiros dias pós-racionamento é possível que ainda ocorram situações pontuais de desabastecimento principalmente em locais mais altos. Em razão disso, a frota de caminhões-pipa será mantida para o atendimento dessas demandas e haverá um reforço no plantão do call center da empresa para o atendimento dos munícipes.

A concessionária lembra também que vai monitorar permanentemente a situação dos mananciais, acompanhando o nível das represas de modo a detectar qualquer variação, e, se necessário, adotar as medidas para que seja preservado o abastecimento da população. A concessionária informa que está se deixando uma situação crítica e se ingressando noutra, de controle monitorado. De acordo com a empresa é importante que as chuvas previstas para os próximos meses realmente ocorram para que se possa manter a normalidade no abastecimento. Qualquer mudança será previamente comunicada à população e é importante que a comunidade continue colaborando, evitando todas as formas de desperdício e fazendo o uso racional da água.

A decisão pela suspensão do sistema de racionamento foi debatida tecnicamente durante as reuniões do Comitê de Gestão da Água de Itu e adotada após terem sido analisadas as condições atuais dos mananciais de água bruta e as perspectivas de novas chuvas. Águas de Itu comunicou formalmente a Prefeitura e a Agência Reguladora acerca da medida. A situação foi avaliada tecnicamente e entendeu-se que, neste momento, era possível suspender o racionamento, passando a disponibilizar água para toda a cidade todos os dias, destaca a concessionária.

Após estudos apresentados pela concessionária, o racionamento foi implantado por meio de decreto municipal em fevereiro deste ano, o sistema de racionamento foi uma medida necessária em razão da redução dos níveis dos mananciais de abastecimento da cidade e também da irregularidade das chuvas registradas desde o final de 2013 e que se repetiu no início de 2014. A estiagem acabou se estendendo praticamente até o final de outubro, que apresentou o pior índice pluviométrico dos últimos 77 anos, com apenas 6,3mm de chuvas em 31 dias. Em novembro voltou a chover e o mês fechou com 305,5mm de chuvas. As represas do município, que chegaram a operar em outubro com menos de 2% (em média) de sua capacidade de reservação, hoje estão com cerca de 70% (em média) de sua capacidade de armazenamento preenchida.

Durante o racionamento, o abastecimento de água pela rede de distribuição era feito em dias alternados e em horários determinados. A concessionária Águas de Itu também buscou formas alternativas de atender a população ituana, com a compra de água bruta e tratada em outros municípios, o uso de uma frota de caminhões-pipa para o abastecimento direto nas casas dos seus clientes, o abastecimento noturno em prédios públicos, como escolas e unidades de saúde e a captação de água em poços e represas particulares. Houve ainda o atendimento especial para acamados cadastrados na Secretaria de Saúde.
Investimentos

De outro lado, a concessionária também iniciou no município a maior obra de captação de água das últimas quatro décadas. Com custo estimado em R$ 30 milhões, a nova adutora vai captar água dos ribeirões Pau D´Alho e Mombaça. Estão sendo assentados 22,5 quilômetros de tubos em três frentes de trabalho e a previsão é de que a adutora esteja concluída no início próximo ano.

Depois de pronta a nova adutora vai melhorar o abastecimento dos ituanos. Serão mais 280 litros de águas por segundo injetados na Estação de Tratamento de Água 1, do Rancho Grande. Isso representa um aumento de 40% na oferta de água atual no sistema de abastecimento.

O desassoreamento das represas que integram a Bacia Hidrográfica do Fubaleiro é outra obra que a concessionária Águas de Itu vem desenvolvendo no município para melhorar o atendimento à população. A estimativa da empresa é a de aumentar em mais 150 mil metros cúbicos a capacidade de reservação de água bruta nesse manancial.

Texto: Assessoria de Imprensa da Águas de Itu