Widget Image
Secretarias
22/08/2017
HomeCulturaItu recebe exposição “Brasil Naif, Uma aventura na alma brasileira”

Itu recebe exposição “Brasil Naif, Uma aventura na alma brasileira”

O Brasil é um dos grandes representantes da art naif mundial, retratando com habilidade as cores e alegria do povo

Entre os dias 12 de dezembro de 2014 e 18 de janeiro de 2015 a cidade Prefeitura de Itu, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, recebe a exposição “Brasil Naif, Uma aventura na alma brasileira”, na Casa da Praça, localizada na Praça Padre Miguel (Matriz), 56, Centro. A exposição pode ser visitada de terça-feira a domingo, das 10h às 16h e a entrada é gratuita.

A exposição tem curadoria de Jacques Ardies e conta com 40 obras de 25 artistas contemporâneos e históricos da arte naif brasileira. As obras de arte retratam festas folclóricas e religiosas, paisagens bucólicas, assim como cenas do cotidiano, inspiradas em experiências de vida e interpretadas de maneira original. “Esses artistas têm em comum a sutileza com que retratam os temas ligados à natureza e ao dia a dia. Usando as cores com habilidade, eles transmitem em cada um de seus quadros a alegria, o lirismo e o otimismo característicos do povo brasileiro”, ressalta o galerista que adotou o incentivo à arte naif brasileira como uma de suas missões.

Hoje, o Brasil é um dos grandes representantes da art naif mundial, com seus enormes contrastes territoriais, sua preservação cultural, sua capacidade de aflorar novos talentos, sua mistura de raças e de crenças, sua sensibilidade inata, sua alegria contagiante.

Entre os artistas contemporâneos estão Ana Maria Dias, Isabel de Jesus, Rodolfo Tamanini, Maria Guadalupe, Cristiano Sidoti, Luis Cassemiro entre outros e entre os artistas históricos como Antonio Poteiro, Edson Lima, Elza O.S., Grauben, Ivan Moraes, Lia Mittarákis, Miranda, Silva e Rosana Becker do Vale.

“Há desde o grupo de características mais primitivas, sem maiores preocupações no acabamento do desenho, um pouco como uma arte bruta, aos artistas que se prendem a detalhes do traço e a um meticuloso processo de elaboração da obra chamados também dos poetas dos pinceis”, declara diz Jacques Ardies, há 35 anos à frente da galeria de arte que leva o seu nome.

O que é arte naif

É uma expressão artística que surgiu na eclosão da arte moderna. Os artistas naifs não querem seguir as regras da academia e por meios próprios inventam uma linguagem pessoal expressando as suas experiências de vida. Com determinação e obstinação, eles procuram superar as dificuldades da aparente falta de técnica propondo uma arte original, solta sem compromisso com a perspectiva e executada com total liberdade.

A palavra francesa “naïf” foi utilizada para definir o estilo de Henri Rousseau, que apresentava uma arte personalíssima e encantadora. No Brasil, este movimento se consolidou a partir dos anos 1940 com o surgimento das obras de Silvia, Heitor dos Prazeres e José Antonio da Silva, entre outras.

Texto: Decom Itu
Fotos: Reprodução/Divulgação